Investir em Leiria é investir num território tradicionalmente empreendedor. A atividade económica da região apresenta aspetos que a diferenciam de outras zonas nacionais, reforçando a sua vantagem enquanto destino de investimento.

 

mg-group.jpg

md-group.jpg

 

Um dos aspetos fortes da região e do Concelho de Leiria é a sua dinâmica empresarial forte e multifacetada, salientando-se a indústria transformadora e a sua componente exportadora, muito contribuindo para a empregabilidade e para o PIB regional. Depois desta, assumem posições relevantes os setores do comércio por grosso e a retalho, e o setor da construção.

 

industria-em-leiria.jpg

Indústria em Leiria

 

Áreas de Acolhimento Empresarial

Um pouco por todo o Concelho de Leiria podem ser encontradas Áreas de Acolhimento Empresarial, que visam a instalação de infraestruturas empresariais e industriais.

 

Na plataforma inCentro da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), apresentam-se geograficamente os espaços ou áreas de acolhimento empresarial, com a informação mais relevante sobre as suas localizações, caraterísticas e disponibilidades. Consideram-se os casos de áreas de acolhimento empresarial existentes total ou parcialmente infraestruturadas e as projetadas ou previstas.

 

areas-de-acolhimento.jpg

Áreas de Acolhimento Empresarial do Concelho de Leiria

 

Muitas são as empresas do Concelho de Leiria que frequentemente são distinguidas com o Prémio de Excelência da Agência para a Competitividade e Inovação, I. P (IAPMEI) e o Prémio de Inovação COTEC – BPI

 

zicofa.jpg

ZICOFA – Área de Acolhimento Empresarial da Cova das Faias

 

O Município encontra-se permanentemente empenhado em potenciar o desenvolvimento do setor industrial e das TICE, disponibilizando espaços flexíveis e tecnologicamente equipados a negócios nacionais e estrangeiros.

 

barosa-.jpg

Área de Acolhimento Empresarial de Carreira d´Água - Barosa

Conheça os principais setores empresariais de Leiria:

 

SETOR DA CONSTRUÇÃO E HABITAT

 

alumitrmica.jpgaqueciliz.jpg
ceramica-do-liz.pngcoberfer.jpg
 
gosimat.pnggrazimac.png
 
grupo-nov.pngla-redoute.jpg
leiriviga.jpg
mpfruivaco.jpg
 
roca.jpgsanitop.png
 
secil.pngsg.jpg
 
sildoor.pngsival.jpg
 
verdasca.jpg

 

SETOR FLORESTAL

 

alpio-rosa.gifpaisagem-rebelde.png
pedrosa.pngrespol.jpg
verde-sereno.png

 

SETOR ALIMENTAR

 

alimave.jpgavenal.jpg
delipan.jpgdom-biscoito.png
 
enchidos-jaulino.pngfood-ibrica.png
lusiaves.jpg
meat-heritage.png

 
ovopor.pngpanidor.png
 
promor.pngraes-verssimo.jpg
 
rei-dos-frangos.jpgsadiva.jpg
 
secos-da-aldeia.png
seleo.png
 
sofarinhas.png

 

SETOR TÊXTIL

 

betina-texteis.pngoutfit.png
textil-leiria.png

 

SETOR DE MOLDES E PLÁSTICOS

 

brejopls.jpgcoliplas.jpg
domplex.pngdrt.png
 
erosomolde.pnggln.jpg
grupo-moldoeste.pngmd-group.jpg
moldemba.jpgplamaq.png
sacos-88.png
sie.png
tecnocanto.png

 

SETOR DA METALOMECÂNICA

 

 dimlaser.pngleirimetal.png
logo-maxlac-.jpg
poo.png
usimeca.pngutilperfil.jpg

 

SETOR DAS TECNOLÓGICAS

 

atale.pngdo-it-lean.jpg
dynamis.pngevollu.jpg
farmcloud.pngglartek.jpg
incentea.pngmediaweb.png
reatia.jpgsack-the-maker.png
smartidiom.pngsoundparticles.jpg
tecmic.pngvoid-software.jpg

 

Associações Empresariais da Região de Leiria

 

logo-acilis.jpglogo-nerlei.jpg

 

 

 

 

Incentivos

Tanto o Município como o Estado incentivam a criação, crescimento e fixação de negócios nacionais e internacionais.

leiria-investe.jpg

O Programa Leiria Invest é destinado a todos os sujeitos, residentes ou não em espaço nacional, passivos de IRC que promovam no Concelho de Leiria, projetos classificados como projetos de investimento de interesse municipal.

No âmbito do programa, podem ser usufruídos, cumulativamente, benefícios em matéria de isenção de IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis, IMT - Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis e Taxa de derrama, sendo concedidos em função da adequação ao programa, do mérito da candidatura e do consequente interesse para a região.

Consultar o Regulamento de Apoio ao Investimento e à Criação de Emprego no Concelho de Leiria: Regulamento n.º 217/2020 de 10 de março, e 1ª alteração, regulamento n.º 572/2021 de 23 de junho. O formulário de candidatura pode ser descarregado aqui.

espaco-empresas (1).jpg

O Espaço Empresa tem como principal objetivo apoiar todos os empresários com a informação que necessitam na hora de investir, visando disponibilizar uma “via verde para o investimento” no concelho de Leiria.

O gabinete, que funciona no Edifício da Associação Empresarial da Região de Leiria (NERLEI), presta serviços de apoio e suporte à atracão e fixação do investimento local, nacional e internacional no concelho de Leiria, nos mais diversos setores de atividade: indústria, serviços, comércio, turismo e outras atividades de interesse económico para Leiria.

gip (1).jpg

O Gabinete de Inserção Profissional (GIP) tem por objetivo apoiar, de forma totalmente gratuita, jovens e adultos desempregados na definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção ou reinserção no mercado de trabalho, em colaboração com o Instituto de Emprego e Formação Profissional de Leiria (IEFP).

São disponibilizadas atividades como: desenvolvimento de ações de apoio à procura de emprego, captação e divulgação de ofertas de emprego, apoio à inscrição online dos candidatos a emprego, entre outras.

startup (2).jpg

A STARTUP Leiria visa impulsionar o empreendedorismo, sendo um agente ativo no desenvolvimento, na inovação e no crescimento regional, contribuindo também para a competitividade do país. A STARTUP dispõe de vários serviços e projetos para apoiar todo o tipo de inovação: Aceleração (Apoio ao desenvolvimento de Empreendedores e Empresas, desde a fase da ideia), Hosting (Conjunto de serviços e espaços de apoio à sediação de iniciativas empresariais), Inovação Social (Apoio no desenvolvimento de projetos que respondam a problemas sociais e ambientais), Inovação Territorial (Projetos em rede criados para estimular o empreendedorismo e a inovação a nível regional e nacional).

A STARTUP Leiria é incubadora certificada de programas e diversos Vales do IAPMEI, entre os quais: StartUP Voucher, StartUP Visa.

 

iapmei-.jpg

O IAPMEI tem no seu site um resumo dos principais mecanismos de financiamento atuais, nomeadamente o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e o Portugal 2020.

De destacar o Portal do Financiamento, onde as empresas podem encontrar, agregadas num local único, diversas soluções de financiamento com apoio público, direcionado em particular às PME, nas diversas fases da sua atividade e investimento.

iefp (1).jpg

O IEFP, com um centro estabelecido em Leiria, é o serviço público de emprego nacional, que disponibiliza várias medidas de incentivo à criação de emprego, bem como à contratação.

A medida Contrato-Emprego visa a criação de postos de trabalho. Desta forma, é facultado apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo, por um prazo igual ou superior a 12 meses, com trabalhadores inscritos no instituto.

A medida Estágios Profissionais, tem como objetivo principal, promover a inserção de jovens no mercado de trabalho ou a reconversão profissional de desempregados. Assim, para os estágios com duração de 9 meses, não prorrogáveis, é fornecido apoio que pode, no mínimo, representar uma comparticipação financeira em 80% dos custos unitários por estágio/mês.

 

Projetos de Interesse Nacional

São reconhecidos como Potencial Interesse Nacional (PIN), os projetos que cumulativamente: Representem um investimento global igual ou superior a 25 milhões de euros; Criem um número de postos de trabalho diretos igual ou superior a 50; Possuam comprovada viabilidade económica; Sejam suscetíveis de adequada sustentabilidade ambiental e territorial; Sejam apresentados por promotores de reconhecida idoneidade e credibilidade; Apresentem um impacte positivo em pelo menos três dos domínios identificados no Decreto-Lei n.º 154/2013, de 5 de novembro.

Ou ainda, aqueles cujo investimento global seja inferior a 25 milhões de euros e/ou que criem um número de postos de trabalho inferior a 50, desde que cumpridos determinados requisitos.

Todos os projetos considerados PIN, são acompanhados por uma entidade Gestora de Processo designada pela Comissão Permanente de Apoio ao Investidor. De entre as entidades que constituem a Comissão Permanente de Apoio ao Investidor, podem ser designados como Gestor de Processo, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E. P. E. (AICEP), o IAPMEI, ou o Turismo de Portugal, consoante a natureza do projeto em causa e as atribuições estabelecidas nos respetivos diplomas orgânicos em matéria de acompanhamento de projetos de investimento.

Regime Especial de Contratação de Apoios e Incentivos para Grandes Projetos de Investimento

O Decreto-Lei n.º 191/2014 - Diário da República n.º 252/2014, Série I de 2014-12-3, estabelece um regime especial de contratação de apoios e incentivos exclusivamente aplicável a grandes projetos de investimento enquadráveis no âmbito das atribuições da AICEP.

Para efeitos do disposto no presente decreto-lei, consideram-se grandes projetos de investimento: Os projetos cujo valor de investimento exceda 25 milhões de euros, independentemente do setor de atividade, da dimensão ou da nacionalidade e da natureza jurídica do promotor; Os projetos que, não atingindo o valor de investimento estabelecido na alínea anterior, sejam da iniciativa de uma empresa com faturação anual consolidada com o grupo económico em que se insere superior a 75 milhões de euros ou de uma entidade não empresarial com orçamento anual superior a 40 milhões de euros.

pnaid (1).jpg

O Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID) dirige-se a todos os emigrantes portugueses e lusodescendentes que desejam investir ou alargar a sua atividade económica em Portugal, especialmente no interior. O programa integra também, empresários nacionais que queiram internacionalizar os seus negócios através das comunidades portuguesas residentes no estrangeiro, potenciando o investimento estrangeiro em Portugal.

O programa está organizado em 4 eixos principais, cada um deles contendo medidas e submedidas: apoios e incentivos, facilitação, informação e divulgação, e promoção, mobilização e redes.

Nas redes externas de Portugal destaca-se a rede diplomática e consular, as redes externas da AICEP e do Turismo de Portugal, bem como o conjunto das associações empresariais na diáspora, com destaque para as câmaras de comércio e indústria portuguesas no estrangeiro que assumem um papel relevante na informação e orientação ao investidor da diáspora e dinamização das exportações através da diáspora.

Nas redes internas, os Gabinetes de Apoio ao Emigrante, nas autarquias, são um ponto fundamental para o funcionamento destas redes que mobilizam investimento, identificam oportunidades e estabelecem relações.

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, atualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.